Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

Faltou completar o dever cívico!!!

Imagem
Os protestos ocorridos nas últimas semanas foram um importante marco para a sociedade como um todo. Do nada, os brasileiros resolveram se conscientizar e lutar pelos seus direitos básicos, não um, mas todos. Foi lindo ver multidões gigantescas lutando por um país melhor, como não se via há 45 anos.
Mas tudo isso foi por água abaixo hoje. Como o drogado que não larga seu ópio, o brasileiros retomou o gosto pelo futebol e hoje irá em massa "apoiar" a "seleção" na final da copa das confederações, nome dado ao aperitivo do evento que ocorrerá no ano que vem. 
Ingenuamente acreditando estar completando o dever cívico dos protestos, as pessoas que decidiram dar o seu "apoio" à 11 analfabetos enriquecidos sem estudo, na verdade estão fazendo o contrário. Agem como o aluno que decidiu interromper o seu dever de casa para ir brincar, não completando a tarefa exigida por seu professor na escola.
Seria ótimo se nenhum brasileiro fosse ao Maracanã hoje. Esta forma de pr…

Amarelão amarela diante protestos e se dá mal

Imagem
Os protestos acontecidos em todo o país pegaram os organizadores da copa e os jogadores ex-jogadores de surpresa. Acostumados a tratar o futebol como prioridade e esperar adesão maciça de quase toda a população ao esporte, foram surpreendidos com o desprezo de grande maioria da população e hostilidade por parte de algumas pessoas. Finalmente, o futebol deixou de ser visto como dever cívico, o que de fato ele nunca foi, a não ser para as mentes mais alienadas.
Como falei antes, é de interesse dos organizadores e patrocinadores da copa que o futebol seja confundido como dever cívico porque transforma o futebol em obrigação, garantindo lucros, além de imobilizar a população que ocupada com o "dever", esqueceria outros deveres. O que desta vez não aconteceu.
E essa surpresa deixou perplexos os jogadores (que preferiram a silenciosa omissão) e irritados a comissão técnica (que incluía ex-jogadores). Pelé e Ronaldo, ao invés de apoiar os protestos preferiram dizer bobagens que irrit…

Porque é importante odiar a "seleção"

Imagem
A onda de protestos que varre o país mostrou, entre outras coisas uma indignação com os gastos da copa. Muitas pessoas passaram a criticar o fanatismo futebolístico (em alguns casos, com exagero, é verdade), enquanto os defensores da "seleção" tentavam ainda manter intacto o laço artificial que une o futebol ao patriotismo.
Mas uma coisa é certa. Futebol é apenas lazer e para isso que foi criado. Nada tem a ver com patriotismo (isso é invenção da mídia, tradicionalmente aceita pela população, pelo menos até esta semana) e nunca deve ser priorizado diante assuntos bem mais sérios. Priorizar o futebol é o mesmo que achar que correr no pátio durante o recreio é mais importante que estudar na sala de aula.

Isso não significa que devemos deixar de gostar de futebol. Mas devemos sim, parar de levá-lo a sério e entender que se trata de uma forma de diversão, e nunca um dever cívico que faça as pessoas perderem seus focos. É imaturidade colocar uma simples brincadeira como motivo de &…

A vingança doce da Rede Globo

Imagem
A Globo não gostou nadinha do desprezo que a "seleção" recebeu no último jogo, ocorrido na quarta-feira. Apesar de ter ganho o jogo, não houve qualquer tipo de comemoração, já que a população estava ocupada, envolvida com os protestos. A audiência do jogo (que garante o dinheiro publicitário pago à emissora) foi muito aquém do esperado, bastante reduzida.
Como a Globo, que além de acionista da CBF é a maior interessada em firmar a confusão entre futebol e patriotismo, o que garante muitos lucros financeiros, certeiros e inadiáveis, não estava a fim da extinção do fanatismo futebolístico, decidiu apelar de forma criativa para tentar manter acesa a chama confusa que mistura esporte e amor pátrio: reunir os torcedores em mesmo lugar para um evento multimídia gratuito que inclui a transmissão do jogo "Brasil x Itália" a acontecer daqui a pouco em Salvador. Só que o dito evento ocorrerá no RJ. Não fui informado se outras capitais farão o mesmo.
É uma tática esperta da Glo…

Futebol é patriotismo? NÃÃÃÃÃÃOOOO!!!!!!

Imagem
Não somente autoridades, mas também a mídia e setores mais conservadores da sociedade ficaram com o rabo encolhido, sem saber como reagir ao comportamento inédito da população brasileira, que preferiu trocar a ilusão do futebol pela realidade da luta por melhores condições de vida.
A grande mídia ainda se esforça e vai continuar se esforçando para tentar manter acesa a chama do suposto amor popular à "seleção", considerada pelos seus defensores como símbolo cívico da nação. O que de fato não é verdade, já que futebol é somente uma diversão.
Mas associar futebol a patriotismo é algo que favorece e muito os organizadores, patrocinadores ou qualquer dos envolvidos diretamente com o futebol. Transformando em patriotismo, o futebol se torna uma obrigação e como tal, significa lucro garantido com absoluta certeza. Os envolvidos com futebol contam com os lucros financeiros vindos dessa obrigatoriedade. Por acreditar estar beneficiando a pátria, até então, pessoas gastavam dinheiro e …

A verdadeira derrota do futebol brasileiro

Imagem
Ontem um outro fato marcante que pode representar um divisor de águas no cotidiano brasileiro. Apesar de ter vencido de 2 a zero, a "seleção" amargou a sua pior derrota: o desprezo de boa parte da população e o fim da crença na suposta unanimidade do futebol no gosto das pessoas. Enfim a democracia chegara ao entretenimento esportivo.
Galvão e sua equipe, incluindo o (ainda) rotundo e mais burro Ronaldo, estava visivelmente abatida e apesar da vitória dos amarelos, não conseguiam esconder a decepção de uma vitória sem festa. Como disse um amigo do Facebook, a população estava ocupadíssima com algo bem mais importante. Até mesmo Milton Neves, da Band, estava visivelmente desconsolado, pois a emissora se afina com a Globo no proselitismo futebolista e na atrelagem a cartolas.
Para piorar, Pelé fez um vídeo convocando a população a trocar as passeatas pela torcida pela "seleção", algo que pegou muito mal para ele, que teve que se desculpar depois com uma mensagem ambígu…

Felipão não conhece 1% da história...

Imagem
A grande lição que ficou desses protestos e que se torna um marco importante para a sociedade brasileira é que o povo não está mais alienado. Se cansou do papo furado de que futebol é patriotismo e de que jogadores são "heróis". A mídia ainda tenta forçar a barra em relação a isso, mas agora ficará maia difícil convencer a população de que seu maior orgulho é uma mera forma de diversão.
Felipão, ao comentar os protestos que ocorrem pelo país, deu uma declaração infeliz que pode ajudar ainda mais na impopularidade do futebol, impopularidade que aumenta a cada copa, pois a maneira com que a mídia trata este esporte é nojenta, hipnótica e de extremo proselitismo. Felipão disse que "a seleção é o povo, os jogadores são o povo e que a população não vai se rebelar contra eles". Não vai, senhor Felipe?
O tiro saiu pela culatra e a declaração do técnico fez justamente o que ele não queria, jogar a população contra os jogadores. Fiz uma seleção (seleção, ora essa...) dos come…

Essa jogada vale pontos

Imagem
Anteontem aconteceu em todo o país, algo que há muito não acontecia. E foi uma chocante surpresa, pois todos os caminhos indicavam para uma alienação contagiante e crônica a atingir a sociedade como um todo.
Em todas as capitais do país, multidões saíram as ruas para protestar contra vários erros cotidianos, sobretudo os gastos exagerados para a copa e olimpíadas, que fizeram com que os orçamentos para serviços essenciais e assuntos mais sérios e urgentes fossem cancelados.
E o mais legal é que esses protestos estão acontecendo justamente durante a copa das confederações o que faz com que a repercussão seja ainda maior do que deveria. Nem a "seleção" foi poupada, pois houve protestos na entrada do hotel onde os jogadores estão hospedados em Fortaleza (talvez para pedir apoio público dos jogadores, que apesar de atualmente bem rico, nasceram pobres, sendo alienados porque querem, pois conhecem os problemas). Se as autoridades esperavam um outro tipo de manifestaç…

Conheça os "Patriotas de Copa"

Imagem
Todo mundo está careca de saber que na sociedade brasileira, futebol não é visto como mera forma de lazer e sim como um dever cívico e regra social. Isso faz com que muita gente passe a aderir ao futebol com medo de se sentir solitário ou de estar "ofendendo a pátria". A mídia e autoridades adoram isso e até estimulam ainda mais esta atitude por saber que estimulando o fanatismo, transformam o futebol numa mina de ouro, já que, fanatizados, os torcedores não medem gastos para satisfazer o seu viciante hobby.
E essa ilusão em transformar em dever cívico, faz surgir um tipinho curioso conhecido como "patriotas de copa". Essa fauna é caracterizada por pessoas que normalmente não curtem futebol, mas por pensarem se tratar de dever cívico, em épocas de copa ou quando há muita campanha midiática em prol do futebol e de seu fanatismo, aderem sem hesitar, acreditando estar cumprindo um dever honrado.
Os patriotas de copa não entendem bulhufas sobre futebol, desconhecem os jo…