Postagens

Mostrando postagens de 2016

O corrupto mais amado do Brasil

Imagem
Que ironia! Em tempos onde brasileiros entram no tapa entre si por suposta aversão a casos de corrupção, o maior ídolo da atividade mais admirada pelos brasileiros acaba de incluir seu nome na lista de corruptos. Uma verdadeira bagunça com o senso comum, que acreditava que corrupção foi inventada pelo Partido dos Trabalhadores e só praticada pelos seus membros e por aliados.
Neymar Jr., sim, ele mesmo! O homem mais amado do país! O único que os torcedores masculinos não têm vergonha de declarar o seu amor! O ultra-estimado jogador acaba de ser acusado de corrupção e a justiça espanhola o que ver atrás das grades por pelo menos dois anos, o que prejudicaria a sua ida a copa de 2018, o acontecimento mais esperado pelos brasileiros.
Não sei de detalhes, pois não entendo das regras de negociação e não curto futebol. Eles podem ser lidos aqui. O que sei é que houve uma falcatrua feita pelo jogador e pelo pai (que é seu sócio nos negócios que usam o nome do jogador como marca) que favorece…

Futebol argentino é privatizado

Imagem
A democratização do futebol feita por Christina Kirshner em sua gestão foi por água abaixo com o governo neoliberal de Maurício Macri, ex-cartola que começa a mostrar as suas garras e dizer a que veio. Macri acaba de entregar aos estadunidenses o futebol que deveria ser dos argentinos.
A Fox e a Turner (Warner) acabam de fazer um acordo de exclusividade na transmissão dos jogos do futebol argentino. A TV aberta só irá transmitir três dos muitos jogos do principal campeonato argentino. Os torcedores mais carentes ficarão sem assistir a jogos importantes, tendo que pagar tais redes de televisão para vê-los.
O acordo, que durará 15 longos anos envolveu gigantesca quantia de dinheiro e poderá ser renovado a cada 5 anos. É mais uma de mitas medidas que pretendem submeter a Argentina aos ditames dos Estados Unidos, que insistem em querer mandar em todo o continente americano, evitando a todo o custo que surja uma outra potência no continente.
Nós aqui não curtimos futebol. Mas isso não sig…

Espírito de Equipe

Imagem
Recebemos em nosso e-mail uma mensagem de um leitor que pediu para não identificado e que contássemos o seu caso real com nossas palavras, sem reproduzir o seu texto. Obrigado leitor e vamos contar de nossa forma o seu caso, colocando o fictício nome de "João".
"João" é um excelente profissional, cumpridor de seus deveres, que nunca faltou o trabalho por motivo fútil, é pontual e costuma concluir suas tarefas um pouco antes da hora estipulada, tendo fama de adiantar bastante o trabalho da empresa.
Era um dia normal de trabalho. João estava mais uma vez em sua tarefa quando um dos colegas, o mais extrovertido tenta puxar uma conversa, de início simpática, com o colega.
Colega 1: Oi, João, tudo bem? João: Tudo. Colega: Você é um cara legal, trabalhador, gente boa mesmo. mas não sabemos muito de você. Qual é o seu time de futeboll? João: Eu não curto muito futebol. Colega 1: O quê? Não curte futebol? Você está brincando! João: Sério. Eu não sou muito ligado em futebol. Res…

Fazer caridade com esporte: um grave erro

Imagem
Os conservadores e setores progressistas mais ingênuos enfiaram nas suas cabeças a ideia de que o esporte só possui coisas boas. Vários chegam a afirmar que esporte substitui a educação, o que é uma insanidade. Vários projetos de caridade paliativa utilizam o esporte como método. Todos, sem exceção, se esquecem dos graves erros de superestimar o esporte na formação de mentes jovens.
Argumentam os defensores desta tese que o esporte mantém as crianças e adolescentes ocupados desviando de atividades supostamente nocivas. Mas isso não é educação, isso é apenas manter os jovens fazendo alguma coisa. Não há o estímulo a racionalidade, ao respeito ao próximo (o esporte evoca a competitividade, que estimula o egoísmo e em alguns casos, o sadismo) além de negligenciar a visão crítica do mundo. 
Fora um e outro atleta (como Rafaela Silva e Joana Maranhão), a maioria dos atletas costumam ser desprovidos de consciência crítica, ou porque não tem ou porque são impedidos de ter. Lembrando que nos…

Para os brasileiros,Olimpíadas começaram e terminaram ontem

Imagem
Sabe aquela criança que sonha com um videogame da moda, mais arrojado, aquele cheio de recursos e que todo mundo usa e que no fim das contas ganha uma roupa bonita, mas sem graça? A criança fica até alegre, mas meio chocha, com sorriso amarelo. Mas no sábado a coisa mudou. Finalmente a criança ganhou seu videogame. E ficou feliz como nunca.
Troque "roupa bonita" por medalhas em outras modalidades" e "videogame" por "futebol masculino" e entenderão o que aconteceu. Finalmente o povo conseguiu o que realmente queria. O futebol de Neymar levou o seu ouro. O fanatismo de mais de 60 anos pode ser mantido. Voltamos a ser uma pátria da chuteiras!
Os brasileiros de outras modalidades nem precisavam ter ganho medalhas. Eles não interessam ao povo, a não ser para os fãs das respectivas modalidades. O tiro para os que gostam de tiro, natação para os que gostam de natação, corrida para os que gostam de corrida e por aí vai. 
Mas o futebol, é de todos. Para muit…

É disso que o povo gosta! É isso que o povo quer!

Imagem
Finalmente os brasileiros tiveram o que queriam.
Temer já pode cortar direitos que ninguém mais vai se importar.
Enfim, a "seleção" ganhou um jogo nestas Olimpíadas.
Tudo bem que foi com a fraca Honduras.
Mas o Gigante dos direitistas amarelados acordou. A "seleção dos uniformes dos coxinhas. A corrupta CBF que acabou de perder seu patriarca, seu capo maior.
As pessoas estavam tristes com o fraco desempenho de Neymar & CIA.
Para os brasileiros, ganhar em outra modalidades (e o futebol feminino é "outra modalidade" não estava conseguindo alegrar a população.
O povo só quer ver Neymar & CIA ganhar. Só eles.
Poderiam perder em todos os esportes, menos no futebol masculino.
Se o único ouro fosse do futebol masculino, estariam todos felizes.
Mas agora ganhou.
E terá revanche contra os alemães do "maracanazzo" de 2014.
Se vencer, Temer pode cortar direitos, Bolsonaro pode mandar matar todo mundo e Serra pode entregar todas as riquezas aos norte-am…

Derrota da "seleção" causa mais indignação popular que salário baixo e má qualidade de vida

Imagem
Brasileiro é povo trouxa mesmo. Para grande maioria, uma vitória no futebol é muito mais importante que dignidade e a satisfação plena das necessidades essenciais. Quando algo impede a satisfação do necessário, todos aceitam calados ("é a crise", justificam sem murmurar), mas quando há uma perda no futebol, um lazer supérfluo, todos se revoltam indignados. Depois de Lula, Dunga deve estar sendo o homem mai odiado no país. Enquanto empresários ceifam vidas negando oportunidades.
Um vídeo em que mostra o jogador Neymar e divertindo em horas próximas ao jogo(ele não foi escalado) tem revoltado os internautas fanáticos por futebol. Como se ele fosse um bombeiro deitado na rede diante do incêndio que ele deveria apagar. Mas chorem, internautas, sinto dizer que para mim, ele estava certíssimo. Afinal como ele não estava lá, ele nada tinha a ver com o jogo, certo?
Futebol é uma forma de lazer supérfluo. O Brasil viveria muito bem sem ele. Mas a manobra midiática, junto com a "…

Neymar, o Vulgar, não quer se envolver com mulher vulgar

Imagem
É comum no Brasil, país de ignorantes, as pessoas desejarem como cônjuges pessoas totalmente diferentes, desprovidas de qualquer afinidade mental. Acreditam que um relacionamento entre opostos seria mais bonito por provar a suposta força do amor. Mas aí chega o cotidiano mostrando que sem afinidade, não há relacionamento que se sustente.
Com certeza Neymar age como a maioria dos brasileiros. Apesar de rico e famoso, ele não se livrou dos trejeitos de jeca imbecilizado comum aos rapazes de seu meio e como existem os chamados novos-ricos, pessoas que aumentam seu poder financeiro mas não o seu nível intelectual, o jogador achou normal agir assim. O que justifica as tatuagens ridículas, o gosto cultural ridículo, as dancinhas ridículas, as gírias ridículas, as tatuagens ridículas e a total escassez de discernimento, auto-crítica e senso círio. Enfim um tipico lelek.
Mas Neymar, ou por decisão própria, ou por conselho de assessores (há quem garanta que ela não tem poder de decisão, mas n…

Esquerda usa golpe para "promover" futebol

Imagem
Nós aqui somos de esquerda. Mas não é por sermos de esquerda que vamos aplaudir os erros que muitos esquerdistas cometem. Erros são erros e devem ser corrigidos.
A esquerda gosta bastante de dissociar o futebol do Capitalismo, ignorando que a citada modalidade esportiva só é forte graças a muito dinheiro de patrocinadores, gestão dos cartolas e muita propaganda midiática que induz uma população de um país imenso a ter apenas uma só preferência esportiva, em um contexto inadequado para monopólios.
Está havendo uma insistente, mas sutil campanha para transformar o futebol em ativismo social, aumentando a sua importância para os brasileiros, que já é muito exagerada. Protestos contra a direita estão sendo armados durante os jogos (há um lado bom nisso, pois atrai visibilidade) para que a modalidade esportiva seja considerada útil para a transformação social.
Por mais legal que isso pareça ser, é inevitável enxergar a iniciativa protética de embutir no futebol um caráter intelectualizant…

Afinal, Impeachment é Golpe?

Imagem
Como os brasileiros só entendem se colocar futebol no meio, veja esta metáfora futebolística para entender a situação atual da política brasileira. Veja o vídeo todo e tire as suas conclusões.

Uso da Camisa da CBF mostra que brasileiro, mesmo o rico e escolarizado, ainda confunde a "seleção" com o país

Imagem
O mar amarelado que marcou os protestos anti-PT e supostamente anti-corrupção foram graças ao uso da camiseta amarela que é o símbolo oficial da Seleção Brasileira de Futebol, que na verdade e um time de futebol administrado pela CBF, Confederação Brasileira de Futebol.
Mas para esta gente mal informada metida a politizada, não era a camisa de um time de futebol e sim o uniforme de um país. São as mesmas pessoas que batem panela em pronunciamento petistas e berram estrondosamente quando a "seleção" faz algum gol trazendo a alegria pelo sucesso de um supérfluo que comprovadamente nada traz dignidade para o país.
Essa confusão "país/seleção" é tradicional e se baseia no mito de que o futebol é a nossa maior identidade nacional e única (sic) coisa no mundo em que os brasileiros são melhores. Sinceramente, se você sabe mais jogar futebol do que resolver problemas na vida, você é um incompetente completo. Para ser taxativo: altamente competente em ser incompetente.
Par…

Esquerda usa luta anti-mídia para promover futebol

Imagem
Não adianta, seja qual for sua raça, orientação política, crença religiosa, ou o que quer que seja, se for brasileiro vai tratar futebol como prioridade, como motivo maior de nosso orgulho e como símbolo cívico e obrigação social. Para muitos futebol é o que nos faz importantes e ele deve vir acima de todas as coisas.
A esquerda, que se esquece com frequência que o futebol é um esporte capitalista e o maior meio de manipulação ideológica que controla as massas, tenta dissociar o futebol de sua vocação prática. Pior: a esquerda tenta transformar futebol em ativismo tentando mais uma vez aumentar a sua já exagerada importância que faz com que o futebol seja visto como algo muito maior que uma simples forma de diversão.
Um episódio da torcida da gaviões da fiel (controlada por seres de caráter duvidoso e personalidade meio troglodita), onde uma faixa criticando a sempre corintiana Rede Globo, pedindo para ela "largar o time", está tentando dar um caráter "politizado"…

Pesquisa de 2008 fala que 43% assumem não curtir futebol. Mas número pode ser muito maior

Imagem
Só agora tomamos conhecimento de uma pesquisa feita em 2008 pelo IBGE falando sobre o gosto do brasileiro pelo futebol, um esporte estigmatizado como a sua "Identidade Nacional". O resultado é surpreendente, com 43% dos brasileiros assumindo que não curtem futebol. É ainda uma minoria, mas o numero soa catastrófico para quem torcia (verbo escolhido de propósito) por uma "saudável" unanimidade futebolística.
Mas se os torcedores que sonhavam com a unanimidade nacional do futebol já estão de cabelos em pé com esse índice, lamento dizer que o número de não-torcedores que preferem passar bem lnge dos festejos futebolísticos possa ser muito maior. O futebol pode estar se tornando um prazer de uma minoria. Eis os fatores que podem explicar isso:
- A pesquisa foi em 2008. Do fim da pesquisa para cá, muita coisa aconteceu e muitas pessoas nascera ou chegaram ao país. Muitas delas não sentem a necessidade de gostar de futebol.
- Há muitos não-torcedores enrustidos, presos …